Relato de quem ama fotografia.

Com as fotos do pequeno Vicente, quero contar a importância de um dia fotografado!
O momento descomplicado, a energia, a vida passando lentamente, o dia em que o mundo parou, em que a vida parou e sorriu!
Estamos a cada dia que passa mais esgotados pela falta de tempo, e a rotina corrida, de dias que faltam horas e sobram compromissos sem conclusão. Filhos com saudade do pai, saudade da mãe, e pais com saudades do tempo com os filhos. É bom saber que a vida está passando rápido, que nossos objetivos estão tomando força, mas não é saudável perder dias de felicidade com os filhos, para conseguir dinheiro para dar coisas para eles. Posso estar falando bobeira por não ser mãe ainda, mas quando era criança, sempre fomos pobres de dinheiro, mas ricos de amor de família! Ansiosa pela chegada do meu pai, ansiosa pelas tardes com a minha mãe e tantos momentos que passamos com eles.
Estamos acelerados correndo atrás de adquirir bens, claro, são necessários, é importante. Estamos acelerados correndo atrás de dar um bom futuro aos nossos filhos, e esquecemos que o futuro se constrói hoje, nesse instante. Quando falo que a única herança necessária aos filhos são memórias acredite, no decorrer da vida, acabamos esquecendo quem somos, perdemos a nossa essência em meio essa rotina doida, e quando pegamos um álbum de foto na casa dos nossos pais, vem aquele misto de saudade, tristeza em ver a vida ter passado rápido e felicidade, felicidade de termos ficado adultos. Saudade é querer voltar no tempo em viver aqueles momentos pelo menos uma única vez, de uma forma que mudasse toda a nossa história para sempre!
Hoje, eu não desejo mais sucesso para ninguém, eu desejo apenas saúde, saúde mental e física. Saúde para nossos avós aproveitem nossos filhos, que nossos pais aproveitem mais o resto da vida, e que nós, possamos ver, que a vida é agora, e não daqui 10 anos.
Quando digo fotografem seus filhos, não é para vocês me contratarem, é para vocês registrarem e guardarem em uma caixinha, fotos reveladas do amor mais puro da vida de vocês, do amor que vocês trouxeram ao mundo!!! Fotografem seus filhos, em momentos simples, de pé na terra, comendo feijão e sujando toda a mesa, trocando a fralda de coco até nas costas hahahahahaha (eh gente, isso são coisas que daqui 20 anos, vamos olhar e dar boas risadas)
Não é feio ir na praça da nossa cidade, abraçar uma árvore e tirar uma foto! Façam isso com seus filhos, a minha mãe fez isso e eu me orgulho dessa foto!
Levem seus filhos sentirem a natureza, e fotografem! Fotografem o zelo, a paciência que o momento exige. Não sei, mas não deve ser fácil educar um filho nesse nosso mundo de hoje, mas acredito que com boas fotos, o futuro da energia, da nossa continuação nos dará bons resultados, saudade faz mudar e faz lembrar da nossa vida, uma vida tão mágica, que só quem é criança sabe!

Me vejo aqui, parece louco, mas percorrer já 20 anos de idade, mais de 7 de profissão (comecei muito cedo, aos 12 anos) e saber que posso viver menos de 20 ou mais de 20, é loucurosoooo demais, a vida é agora! O instante real é agora! Estamos morrendo, nossos filhos estão tbm!
Vamos fotografar! Mas não só com fotografos, fotografem em suas casas, com seus celulares, as suas vidas. Vamos deixar o nosso hoje bem guardado, afinal, a saudade vem!

A vida é curta para não deixarmos ela passar de uma forma pura! doce e especial!
Somos donos do nosso caminho, da nossa verdade e da nossa energia!
Agora falando e tendo nexo a esse texto, entrar na casa das famílias é mágico, cada uma com seu jeitinho, com a sua baguncinha, com a sua energia, com seu cheiro, umas gritam, outras são silêncio que doí. Fotografar o interior das famílias é muito além de pegar a câmera e falar: sintam-se bem e façam que não existo!!!

O Vicente está aqui para mostrar o quanto é verdade tudo isso que falei, do quanto fotografar é importante! <3